Nosso Itinerário

Atualização: Várias mudanças ocorreram ao longo da viagem, o que mudou drasticamente o roteiro. Elas estarão explicadas em destaque ao longo do texto. 

Planejar uma viagem não costuma ser tarefa das mais fáceis.

Agora imagine planejar uma viagem com 12 meses de duração: Uma viagem de volta ao mundo!

Mapa do Nosso Roteiro de Volta ao Mundo

Não foi tão simples decidir…

Esse complexo planejamento nos tomou praticamente a metade do ano de 2013. Desde a concepção da viagem em si, até o momento da compra das passagens aéreas, muita coisa mudou.

Listar os países que você sempre quis visitar pode ser simples de se colocar no papel, mas quando lidamos com fatores tais como vistos, tarifas e clima, a coisa fica bem complicada.

Afinal, quem quer pegar praias paradisíacas em dia de chuva ou não poder sair pra rua por causa da neve? Todos essas questões, aliadas a um tempo – e um orçamento – limitado fizeram com que algumas mudanças tivessem que ocorrer.

Nossa maior dificuldade foi comprar o famoso ticket RTW (Round The World), oferecido por algumas alianças de companhias aéreas. Teoricamente, este bilhete permite reservar com antecedência os trechos para uma volta ao mundo completa, diminuindo bastante as preocupações da viagem. Na prática, essa alternativa se mostrou extremamente improdutiva, cheia de falhas e pontos mal-explicados que acabaram nos estressando bastante. Optamos por viajar com bilhetes avulsos.

Deste modo, nossa volta não ficou parecida com o roteiro tradicional que requer a travessia do Oceano Pacífico. Acabamos deixando nossa querida Nova Zelândia de fora – fica pra próxima, Oceania! Outros países tradicionais de uma viagem como essa também tiveram de ser descartados: Os EUA (visto impossível), China (preferimos a organização de Hong Kong) e, por último, a Índia e continente africano. Se quiséssemos ver miséria e violência, a gente ficava no Brasil, mesmo.

Enfim, sem mais delongas, esse é o roteiro detalhado da nossa volta ao mundo:

ÁFRICA / ÁSIA

Ásia: Onde passaremos metade da nossa viagem!

Ásia: Onde passaremos metade da nossa viagem!

Nossa viagem começa na madrugada do dia 27 de janeiro de 2014, quando sairemos do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, para Joanesburgo, na África do Sul.

Chegaremos na terra do saudoso Mandela apressadíssimos, mal vai dar tempo de comprar uma Amarula no free shop, no máximo tiraremos foto do aeroporto. É que de lá mesmo pegaremos o voo seguinte para o continente asiático, mais precisamente Hong Kong. Após 23h30 de viagem, chegaremos na tarde do dia 28, mortos de cansaço! Nada de diversão, tiraremos o primeiro dia para tentar amenizar os efeitos do jet lag.

Felizmente nossa volta ao mundo é uma viagem a longo prazo e ainda teremos 10 dias para desfrutar desse tigre asiático. Nesse meio tempo, iremos até participar de uma experiência única em nossas vidas: a comemoração do Ano Novo Chinês!

Ano novo, vida nova… país novo! Deixaremos Hong Kong na madrugada do dia 08 de fevereiro prontos para comer, amar e rezar em Bali, na Indonésia! Por lá passaremos 23 dias imersos na rica cultura hindu, entre templos, plantações de arroz, pratos típicos e também visitando algumas das mais de 17.000 ilhas (!) do país. Também vamos às praias lindas de ondas perfeitas, porque ninguém é de ferro!

Terminado nossos dias de sombra e água fresca, vamos encarar uma selva de pedra: Singapura! Durante 4 dias intensos desbravaremos esse pequeno e próspero país, conhecendo um pouco mais de sua história, arquitetura e economia – tomando muito cuidado para não tomar um multa, já que por lá (quase) tudo é proibido!

Temos certeza que em tão pouco tempo mal vai dar para “sentir” Singapura, mas a fila anda – e o trem também! É nesse meio de transporte que sairemos de lá rumo à Kuala Lumpur, capital da Malásia. Passaremos bons dias em terras malaias, curtindo o caldeirão cultural que é esse país e também indo às regiões litorâneas menos conhecidas – e mais bonitas! -, onde ficaremos rodeados de belezas naturais, já nos preparando psicologicamente para o que vamos enfrentar logo depois: Sim, a Tailândia!

Precisa mesmo falar alguma coisa desse país? Dedicaremos um mês inteiro para conhecer esta bela nação, com seu povo encantador, suas paisagens inesquecíveis e as experiências mais incríveis (alguém aí falou “Full Moon Party?”) que ela pode nos proporcionar. Nossa expectativa é tão grande que enquanto escrevo essas linhas, mesmo sem ter ido, já estou com saudades de lá!

Atravessaremos por terra a fronteira da Tailândia com o incrível Laos, curiosos desde já por seus food markets, templos, platôs e passeios únicos: Vamos testar um meio de transporte novo para nós, as costas de um elefante!

Do Laos, seguiremos por estradas tortuosas que nos levarão ao Camboja, país de história triste e sangrenta, mas que apesar de tudo tem um povo simpático e sorridente. Aproveitaremos a hospitalidade deste país para conhecer um pouco mais de seu passado sombrio e seu futuro promissor, visitando Patrimônios da Humanidade e ainda ter um tempo para mergulhar em suas praias – sim, praias!

Após alguns meses de Sudeste Asiático, finalizaremos nossa passagem por lá em grande estilo no Vietnã, abertos à experimentação de sua conceituada culinária e dispostos a navegar pelas visões de tirar o fôlego do Delta do Rio Mekong e Halong Bay.

ORIENTE MÉDIO

Oriente Médio

Oriente Médio

Sim, a gente sabe que o Oriente Médio também faz parte da Ásia, mas convenhamos: É uma região tão à parte que merece sua própria subdivisão.

Por aqui as complicações de vistos de entrada/saída e os atuais conflitos internos nas proximidades vão dificultar bastante nossa locomoção. Por isso, vamos limitar nossa jornada em três países. A começar pela instigante Jordânia, lar de uma civilização rica em história e tradições, de desertos monumentais e da mais bela rainha do mundo – apesar de a Carol ser muito mais bonita que ela, só pra constar. (atualização: decidimos substituir a Jordânia pela Alemanha!)

Após uma rápida passagem pelo Mar Morto e Mar Vermelho, vamos sentir de perto o clima tenso das fronteiras de Israel! Se tudo der certo, pisaremos na Terra Prometida e por 10 dias caminharemos por onde Jesus andou. Conviveremos com os diferentes costumes das três principais religiões do mundo – e quando já estivermos com sinais da Síndrome de Jerusalém, vamos dar um mergulho revigorante nas praias de Tel Aviv para esfriar a cabeça!

Das terras dos judeus partiremos para a Turquia, que é meio Oriente Médio, meio Europa… E que justamente por conta disso, reúne o que há de melhor e mais diferente em seu território. Com direito à uma riquíssima cultura milenar e paisagens deslumbrantes, seja no alto de um balão ou ao nível do mar.

E que mar! É do seu litoral azul cristalino que iremos Mar Egeu a dentro chegar até a…

EUROPA

Europa

Europa: Entre festas e museus!

Entraremos na mitológica Grécia através das suas renomadas ilhas de tamanha beleza que até Zeus duvida! Passando pela terra dos grandes pensadores, nem precisaremos usar muito a cabeça para saber que continuaremos querendo seguir em frente pelos Balcãs. Vamos atravessar a Macedônia e ver de perto onde a Madre Teresá de Calcutá nasceu, bem como cruzar a Sérvia e Montenegro, que podem até não parecer, mas são dois países diferentes. (Atualização: Saímos da Grécia por terra rumo aos Balcãs, em uma inesquecível experiência pela Albânia, Kosovo, Montenegro e Bósnia).

Mas diferença mesmo a gente vai querer encontrar na Croácia, destino europeu cada vez mais badalado, reconhecido não só por suas festinhas em frente à praia, mas também pela sua história de superação.

E por falar em história, vamos conhecer uma parte importante dela quando chegarmos de barco na Itália. Roma e Vaticano serão lugares imprescindíveis! Mas será que superarão Paris? Na França, não abriremos mão do Louvre e dos crepes – não necessariamente nessa ordem. Uma rápida passagem na Bélgica para comer um chocolate não é nada mal, mas vamos torcer mesmo para que o tempo em Amsterdã esteja firme: Pedalar na Holanda é um sonho!

E já que é pra sonhar, vamos dormir bastante durante a travessia do Canal da Mancha, pois não vamos querer perder um minuto sequer na capital da Inglaterra, nossa tão almejada Londres! Que o Big Ben e a Rainha nos perdoem, mas nada nos atrai mais à cidade do que seus ares cosmopolitas e seu jeitão britânico de ser. Entre fish and chips, nossa preocupação será uma só: Teremos rins saudáveis o suficiente para trocar pelos ingressos do espetáculo Les Misérables?

Atualização: Acabamos inserindo a Irlanda no roteiro também, bem como a Espanha – uma péssima escolha, aliás, já que fomos roubados por lá e acabamos ficando motivados a alterar o roteiro.

AMÉRICA DO SUL

América do Sul

América do Sul: De volta à linha abaixo do Equador

Atualização: Os trechos na América do Sul não irão acontecer, o que acabou alterando o propósito da viagem. Após termos sido roubados na Espanha, percebemos que não estaríamos preparados para encarar países “inseguros”, e por isso substituímos toda a América do Sul por mais uma temporada na Ásia.

Voltaremos à América do Sul a partir da capital do Peru, onde procuraremos conhecer absolutamente tudo da interessantíssima civilização Inca, entre uma escalada ao Machu Picchu e a travessia do Lago Titicaca. Atravessando-no, chegaremos à legendária Bolívia, lugar de grandes altitudes e dos mais belos cenários do continente. Salar de Uyuni ou Estrada da Morte? Na dúvida, esperamos não morrer de pressão alta no maior deserto de sal do mundo. PS: Nem de soroche.

Falando de desertos, é para o majestoso Atacama, no norte do Chile, que seguiremos viagem, prosseguindo com muita areia na sola do sapato para Santiago. Nosso objetivo é seguir pela famosa estrada cênica dos Andes que leva até Mendonza, já na Argentina. É lá que cumpriremos uma promessa: Passar um dia inteiro à base de alfajor!

E se Cristina Kirchner nos permitir, embarcaremos no ferry boat que atravessa o Rio de la Plata, rumo ao Uruguai. Cabo Polonio, Punta del Este e Montevidéu… Só de saber que estaremos chegando cada vez mais perto do Brasil, já bate um desânimo. Mas repare bem a imagem do nosso roteiro completo: Não planejamos acabar a viagem no Brasil.

Até porque, como diria o Saramago, a viagem nunca acaba – só os viajantes é que acabam. E nós não sabemos como vamos estar nesse futuro – “acabados”, será? Nossa intenção é, por diversos motivos, sair do Brasil em busca de novas perspectivas. Será que teremos atendido às nossas expectativas ou apenas descoberto que realmente vivemos num país “maravilhoso” e que daqui não deveríamos ter saído?

Não sabemos responder a nenhuma dessas questões. Por enquanto.

Temos apenas o leve pressentimento de que o ano de 2014 será especial,. Um ano que certamente vai mudar as nossas vidas. Não saber o que o amanhã nos reserva é a parte mais assustadora – mas ao mesmo tempo, a mais motivadora – dessa viagem.

Anúncios

5 respostas em “Nosso Itinerário

  1. Sensacional o roteiro, gente.
    Tá chegando o dia, hein? Que frio na barriga!
    Boa sorte com tudo. Vocês vão amar a vida na estrada. A viagem vai ser linda!
    Abraços,
    Guto Souza – FotoMochileiro

  2. Mochileiros, que o Senhor esteja guiando cada um de seus passos, aproveitem bem essa viagem. Vi que passarão também por Israel, caso vocês estejam em Jerusalém entre 09/04 a 19/04 podemos encontrar pra fazermos algo. E depois serão benvindos aqui na Bélgica. Boa viagem e fiquem sempre com D’us.

Comenta aí!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s